Mobilização salva áreas verdes em Palmares

0
83

Encontrar um parque ou uma praça com problemas estruturais é comum em Belo Horizonte. Reclamar e se indignar com isso também. Mas a reação tem que ir além. Não adianta parar de frequentar e simplesmente buscar outra área de lazer, mais arrumadinha. A dica de especialistas é ocupar, se apropriar do problema, cobrar mudanças e pensar em alternativas que não dependam exclusivamente do poder público.

Prova disso foi o que aconteceu no Parque Ecológico Renato Azeredo, no bairro Palmares, na região Nordeste de Belo Horizonte. Um grupo de mães que frequentam o espaço com seus filhos não se conformou com a situação do parquinho, que estava com vários brinquedos quebrados. “O local não passava por manutenção havia muito tempo. Elas, então, iniciaram uma mobilização e entraram em contato com a Fundação de Parques Municipais Zoobotânica (FPMZ) para ver o que poderia ser feito”, conta o presidente da Associação Viver Palmares, Vinícius Durães.

A reclamação foi feita em março do ano passado, e, no mês seguinte, o grupo de mães conseguiu se reunir com o presidente da FPMZ, Sérgio Augusto Domingues. Nos meses seguintes, foram feitos pequenos reparos, como recomposição áreas de britas, e, no início deste ano, foi realizada uma reforma completa dos brinquedos.