5 ideias para uma casa ecológica que todo arquiteto deve conhecer

0
301

As casas ecológicas estão cada vez mais populares, uma vez que a atitude responsável em relação ao meio ambiente na construção já deixou de ser um item opcional e ganhou status de indispensável. É possível construir casas completamente sustentáveis, além de ser conveniente adicionar detalhes desse tipo durante as reformas das construções tradicionais.

Construir de maneira ecologicamente sustentável parece ser o caminho para a arquitetura do futuro. Quer conhecer mais sobre casas ecológicas e se inspirar? Veja nossas 5 dicas e ideias!

1. Telhado verde

O telhado verde é uma ótima opção para quem quer inovar e utilizar melhor um espaço que não teria nenhuma função prática. A cobertura ajuda na captação da água da chuva, que pode ser empregada para cuidar das áreas verdes em geral e também pode ser usada nos banheiros e para limpeza de áreas externas.

Ao construir um telhado verde é preciso instalar uma camada impermeabilizante para impedir que a água infiltre na residência. Este tipo de cobertura também vai exigir manutenção frequente. No entanto, a beleza da solução e a possibilidade de criar uma área verde para convivência certamente compensarão os pontos negativos.

2. Minicasa ecológica

As minicasas têm um charme especial e são a melhor opção para um orçamento reduzido. Além do menor investimento para a implantação, as casinhas podem ser mantidas com um valor mensal baixo. Dependendo do projeto, o tempo para construção também é menor que os padrões.

A arquiteta Macy Miller construiu uma casa sustentável móvel de 22 m², que conta com banheiro ecológico, isolamento térmico e sistema filtrador de água. O projeto custou por volta de 15 mil dólares e a arquiteta conta todos os detalhes no site dela, o MiniMotives.

3. Materiais sustentáveis

Os materiais mais comuns são madeira, bambu e tijolos ecológicos. Ao utilizar madeira, é preciso ter certeza sobre a sua procedência. Também é comum utilizar madeira reciclada. O bambu é um material abundante e tem bom custo-benefício, já que pode ser plantado em vários locais e oferece ótima resistência. Os tijolos sustentáveis existem em vários tipos e têm como matéria-prima, por exemplo, terra, areia, fibras orgânicas, lã e palha. Também é possível usar materiais tradicionais de maneira sustentável.

O norte-americano Brian Liloia constrói casas sustentáveis utilizando o COB, um material que pode ter diferentes composições que incluem argila, areia, palha, barro, fibras vegetais e outros materiais.

4. Energia usada de forma racional

Uma parte essencial do projeto sustentável é a fonte de energia que será utilizada. A casa deve ser construída de maneira que a luz natural seja aproveitada ao máximo e é interessante prever a utilização de energia solar ou eólica. Os painéis de energia solar apresentam um investimento relativamente alto, mas o retorno é praticamente garantido. A luz solar pode ser usada tanto para aquecer a água quanto para geração de energia por meio de placas fotovoltaicas.

Simon Dale, do país de Gales, construiu a famosa casa de Hobbit e hoje mantém um projeto numa vila ecológica. As construções dele possuem janelas enormes que garantem economia de energia e ampliam o contato com a natureza. As casas também contam com painéis para geração de energia solar.

5. Coleta e reaproveitamento da água

A água é um bem precioso e está cada vez mais escasso. Por isso, é importante incluir no projeto soluções para sua coleta e reaproveitamento.

Um sistema simples de captação da chuva pode render uma economia significativa na conta. A água pluvial pode ser usada, por exemplo, para regar plantas e jardins e para lavar áreas externas. Num sistema um pouco mais elaborado, a água usada no banho ou na máquina de lavar pode ser reutilizada em atividades que não exigem água potável, como no abastecimento das descargas.

A demanda do consumidor por soluções sustentáveis tem mudado o mercado em várias áreas, inclusive na arquitetura e engenharia. Esse tipo de conhecimento está deixando de ser um diferencial para se tornar obrigatório. E você, tem mais ideias para uma casa ecológica? Compartilhe com a gente nos comentários.